Resenha de Turma da Mônica – Laços

Olá pessoas! Venho para esse post com nó na garganta e lágrima nos olhos. Terminei de ler a excelente graphic novel da imortal Turma da Mônica, intitulada Laços. Tentarei explicar com palavras as emoções sentidas enquanto eu degustava desse sublime trabalho.

TdM - Laços

Rapidamente explicando, em setembro de 2009 a Turma da Mônica completou 50 anos (pois é… meio século!). Em comemoração, foi lançado o álbum MSP 50 – Maurício de Souza por 50 Artistas, onde foram convidados 50 quadrinistas brasileiros para criar releituras com os personagens da Turma. Após enorme sucesso, em agosto de 2010 foi lançado MSP +50 – Maurício de Souza por Mais 50 Artistas, e finalmente em setembro de 2011 saiu MSP Novos 50 – Maurício de Souza por Novos 50 Artitas.

Selo Graphic MSPDaí então nasceu o selo Graphic MSP, que serão revistas lançadas em formato graphic novel com 72 páginas, contando uma história fechada. Ano passado saiu Astronauta – Magnetar, por Danilo Beyruth (que eu ainda não li, mas irei!). E o segundo lançamento é essa que vos falo.

Turma da Mônica – Laços foi finamente lapidada pelos irmãos Vitor Cafaggi e Lu Cafaggi. Uma verdadeira obra de arte, que deveria ser obrigatória a leitura!

Essa história conta a aventura dos quatro pequenos (Cebolinha, Mônica, Cascão e Magali) saindo em busca do desaparecido Floquinho. Nessa história, vemos os diferentes laços que nos unem, os laços de amizade entre as crianças, o laço de amor entre uma criança e seu bichinho de estimação, os laços de amor familiar, entre outros. Laços que não podem ser rompidos.

Confesso que li  boa parte da revista com nó na garganta, emocionado, pois os 2 (Vitor e Lu) conseguiram a perfeição de contar toda a aventura através do olhos de pequenas crianças saindo em uma aventura perigosa. Tudo de uma forma muito simples e mágica.

Não contarei mais nada sobre o conteúdo pois, como falei lá em cima, esse é uma obra de arte que DEVE ser lida por todos: crianças, adultos, idosos, fãs de quadrinhos, fãs da Turma da Mônica… TODOS! Ler isso nos faz voltar no tempo, na época em que ainda tínhamos tempo de ler Turma da Mônica, e nos divertir enormemente com eles. Aliás a própria Turma é um laço que temos com nossa infância.

No final do encadernado ainda somos presentados com o making of de todo o processo de criação da revista. Meus sinceros agradecimentos aos irmão Cafaggi. É visível o esmero com que foi produzido essa revista. Aplaudi de pé!!! Grande abraço a todos e ate a próxima!

P.S.: Em 1960 Cebolinha fez sua primeira aparição em tirinhas do Maurício de Souza, ainda como coadjuvante das histórias do Franjinha. Em 1963 foi a vez de Mônica, com Cascão também ainda em 63. E Magali foi em 1964. Tanto Mônica quanto Magali foram inspiradas em 2 filhas do próprio Maurício.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s