O Funcionamento de uma máquina de tatuagem.

Olá pessoas! Tudo bem! Hoje finalmente começarei com o mote deste blog: As postagens sobre tatuagem.

Eu estava na dúvida sobre com o que começar, daí pensei em começar pela máquina, mas sem nenhum motivo aparente. Por que não?!?! Então, como dizia Goulart de Andrade: Vem comigo!

Nos primeiros métodos para realização de uma tatuagem, e com isso estou me referindo a muuuuuuito tempo atrás, eram utilizados palitos, pregos, cinzéis, entre outros objetos pontiagudos. Estes eram usados para cortar, ou perfurar, a pele antes de injetar os pigmentos. Hoje (Graças a Deus), as coisas são bem mais tranquilas, tirando o barulho que lembra o de uma máquina de dentista, o que provoca um temor generalizado rs. Aliás, o modelo atual das máquinas foi inventado por um cara chamado Samuel O’Reilly no final do século 19, onde quase não sofreu alteração até então.

Esse é o modelo padrão de uma máquina atual:

Imagem

A máquina, em si, é basicamente um motor de eletro-ímã. Ela funciona através da repulsão e atração de suas bobinas a uma liga metálica, num liga e desliga intermitente causado pela energia elétrica. As forças positivas e negativas circulam pelas bobinas puxando o batedor para baixo através de imantação. E o funcionamento da máquina consome somente 6 a 12 volts.

O procedimento continua, também, basicamente inalterado ao processo antigo, mas com certeza muito menos doloroso. A agulha sobe e desce perfurando a pele, entre 50 e 3.000 vezes por minuto, ao mesmo tempo em que é injetado o pigmento, a cerca de um milímetro de profundidade na pele, na derme.

Imagem

Vale lembrar que somente o bico e a agulha tem contato com a tinta e o sangue. Logicamente a agulha é descartável, sendo descartada através de uma coleta especial de lixo orgânico. Já a biqueira passa pelo processo de esterilização em autoclave (que explicarei em postagens vindouras) para que possa ser usada novamente.

Por hoje é somente isso. Um grande abraço a todos e boa tattoo!!!

*informações pesquisadas em How Stuff Works e outras fontes.

P.S.: Em 1945 um frango sobreviveu incríveis 18 meses sem a cabeça. O dono, quando foi “matá-lo”, deu uma machadada tão rente a cabeça que não cortou a jugular, nem uma pequena parte do cérebro do galo, chamado Mike. Como o galo sobreviveu até o dia seguinte, os donos resolveram arrumar um conta-gotas para alimentá-lo, fazendo assim com que o galo pudesse continuar “vivendo”. Tenho medo do dono desse galo…

Anúncios

4 thoughts on “O Funcionamento de uma máquina de tatuagem.

  1. adorei o Blog, muito bem elaborado. Bem explicativo, abrangente e com um delicioso toque de humor. Estarei aguardando as novas postagens. Bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s